Home / Blog / Saiba como conhecer e monitorar a sua fertilidade: entenda o hormônio antimulleriano

Saiba como conhecer e monitorar a sua fertilidade: entenda o hormônio antimulleriano

Ao fazer o exame que mede o hormônio antimulleriano, pessoas com ovários tem monitoramento proativo e consciente da fertilidade.
Continuar lendo

Usada para entender a reprodução, a fertilidade é uma palavra que merece atenção. Pois com o conhecimento e monitoramento dela, pessoas com ovários podem decidir sobre seus planos futuros sem frustrações ou complicações. Uma forma de conseguir isso é realizando o exame que mede o hormônio antimulleriano.

Um dos principais objetivos do exame é ajudar pessoas com ovários a conhecerem mais sobre sua saúde, a partir da contagem de reserva ovariana. O importante é o conhecimento e, com ele, a possibilidade de visualizar escolhas possíveis… você pode querer ter filhos amanhã, mudar de ideia ou nunca imaginar essa possibilidade.

Para entender melhor sobre o hormônio antimulleriano, como o exame que mede o HAM funciona e como conhecer e monitorar a sua fertilidade, acompanhe o nosso conteúdo! 

O que é o hormônio antimulleriano (HAM)?

O hormônio antimulleriano é produzido pelas células ovarianas que regulam o crescimento e desenvolvimento dos folículos. Estes podem ser entendidos como as bolsinhas que guardam os nossos óvulos. 

Em média, pessoas com ovários nascem com 1 a 2 milhões de óvulos e, conforme envelhecem, essa contagem começa a diminuir. Por exemplo, o começo da menopausa é um sinal de que a reserva ovariana está diminuindo. 

O exame do HAM mede o hormônio e, assim, indica a saúde dos ovários; pense no hormônio antimulleriano como um marcador da reserva ovariana. Ao realizar o exame, a pessoa com ovário recebe um número que indica se a reserva está dentro da média esperada para a idade. 

Se você não sabe se o exame do HAM é para você, descubra clicando aqui! Vamos te guiar por essa jornada de conhecimento!

Inclusive, é importante ressaltar que o exame do hormônio antimulleriano pode ser entendido como o começo da jornada de descoberta e conhecimento sobre a saúde reprodutiva.

Com as informações que o HAM oferece, é possível conhecer a saúde dos ovários de forma proativa e consciente. Com isso, podemos adquirir conhecimento e, assim, iremos tomar escolhas ou decisões de forma mais consciente.

Compreendemos que a qualidade dos óvulos é tão relevante quanto a quantidade deles. Por isso, não existe uma idade mínima para realizar o exame. Quanto antes acontecer o controle e monitoramento da fertilidade, melhor!

Com as informações que o HAM oferece, é possível ter mais conhecimento sobre o próprio corpo. É com o autoconhecimento que temos mais liberdade para tomar decisões que fazem sentido para nós. 

Conheça o primeiro autoexame brasileiro que mede o HAM

No Brasil, ainda, não há muito diálogo sobre saúde proativa dos ovários e, infelizmente, os planos de saúde não cobrem o exame. Com a missão de promover o conhecimento da saúde dos ovários de forma acessível, a Fertilid lança o primeiro autoexame do HAM feito em casa. 

Seguro, simples e eficiente para indicar a saúde reprodutiva de pessoas com ovários. Ele é realizado com coleta de sangue, que pode ser uma picadinha na ponta dos dedos

Somos pioneiros em análise do HAM via ensaio imunoenzimático realizado com coleta de sangue no Brasil. A coleta é feita e o hormônio é analisado por especialistas para indicar a saúde dos ovários e, assim, revelar o estado da sua fertilidade. 

Esse exame já é uma rotina muito explorada em outros países, como os da Europa e os Estados Unidos, por exemplo. Inclusive, a possibilidade de realizá-lo sem jejuar e em qualquer momento do ciclo menstrual torna-o prático na sua rotina de exames. 

A Fertilid busca deixar o conhecimento da saúde dos ovários mais acessível em nosso país. Conosco, você realiza o exame em casa, devolve a amostra de sangue para nós e, por fim, retornamos com o relatório.

O relatório é totalmente personalizado, interpretado por nossas médicas especialistas e pensado para que você conheça a saúde dos seus ovários. É com isso que começamos a entender o HAM como um instrumento de controle e prevenção de nossos ovários. 

A partir dele, as pessoas com ovários podem tomar as rédeas de suas escolhas por meio do monitoramento proativo e preventivo de seus hormônios. 

Nossa missão é difundir conhecimento sobre a saúde reprodutiva e incentivar, cada vez mais, a cultura de autonomia sobre o próprio corpo e escolhas. Porque, para nós, saber sobre a sua reserva ovariana é equivalente a saber o seu tipo sanguíneo, suas alergias, ou seja, faz parte da formação básica da saúde do próprio corpo.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Fertilid

Somos o primeiro autoexame focado na fertilidade feminina.

Se você ficou com qualquer dúvida, pode consultar o nosso faq! Se precisar de apoio ou mais orientações, não pense duas vezes e fale com a gente! Será uma honra continuar essa conversa! E faça parte da nossa comunidade: @fertilid!

Vamos continuar falando sobre nosso corpo e saúde?

Assine nossa newsletter.

Ao clicar em ”assinar newsletter” você aceita receber as comunicações por e-mail de acordo com a política de privacidade.

Siga a Fertilid
no Instagram

Seguir @fertilid

O futuro da saúde dos
ovários começa aqui.