Home / Blog / O que pode alterar o ciclo menstrual? Conheça alguns fatores externos

O que pode alterar o ciclo menstrual? Conheça alguns fatores externos

Se você é uma pessoa com ovários provavelmente já ficou em alerta por conta de um atraso menstrual, certo? O ciclo pode alterar por conta de fatores externos.
Continuar lendo

Se você é uma pessoa com ovários provavelmente já ficou em alerta por conta de um atraso em sua menstruação, certo? Além da possibilidade de gravidez e as alterações hormonais do anticoncepcional, há diversos outros fatores que podem atrasar o ciclo, causando irregularidade menstrual.

A menstruação afeta o corpo de pessoas com ovários e, ao mesmo tempo, há fatores externos que podem alterar o ciclo menstrual, atrasando ele.  

Alimentação, excesso de exercício físico, falta de sono, estresse, consumo frequente de álcool e o tabagismo são alguns exemplos de fatores externos. Se você deseja saber mais sobre os fatores que podem alterar o seu ciclo, acompanhe o nosso conteúdo!

O que pode alterar o ciclo menstrual?

Vários fatores podem alterar o seu ciclo menstrual, como por exemplo coisas rotineiras  que fazem parte do seu estilo de vida ou as situações pelas quais você está passando. Muitos momentos de estresse, por exemplo, são capazes de influenciar a menstruação e deixá-la irregular.

A menstruação irregular pode até mesmo indicar um problema de saúde. Mas isto não é uma regra, a irregularidade menstrual não indica necessariamente como está a sua saúde reprodutiva. 
Mesmo que isso não seja entendido como regra, se acontecer qualquer alteração recomendamos que você consulte uma especialista para realizar o monitoramento proativo e preventivo da sua saúde reprodutiva.

Alimentação

Não é novidade para ninguém que uma alimentação saudável faz toda a diferença em nossa saúde, certo? Pois bem, a menstruação pode ser um bom reflexo de como estão os cuidados alimentares com o nosso corpo.

Uma alimentação não saudável pode alterar o ciclo menstrual. Se sua dieta não for balanceada, ou seja, que ofereça a quantidade mínima de nutrientes e calorias para o seu dia, isso pode impactar o seu ciclo, pausando ele. Vamos entender como isso funciona?

Primeiro precisamos lembrar que a ovulação é o nosso corpo investindo energia e hormônios, se preparando para uma possível fecundação.
Então, se o organismo está mal nutrido, ou seja, está recebendo pouco alimento rico em macronutrientes, ele para de investir, pausando o ciclo. Isso porque o nosso corpo interpreta que estamos em um momento de “escassez”.

Podemos entender que os nossos hábitos alimentares influenciam na menstruação e que é muito importante manter uma uma alimentação rica em variedade e qualidade.

Excesso de exercício físico 

Manter um estilo de vida saudável com exercícios físicos é um reflexo de uma vida equilibrada. Porém, precisamos saber que o excesso de atividade física intensa é também um fator externo que pode alterar a menstruação.

O excesso de exercício físico, ou seja, praticar muita atividade física, em especial cardio, com frequência, pode causar uma condição chamada Amenorréia.
A Amenorréia é a ausência de menstruação em pessoas com ovários. Existem variadas causas para que o ciclo menstrual seja pausado dessa forma e a prática intensa de exercícios físicos é uma delas.

É muito comum, por exemplo, pessoas com ovários que são atletas serem diagnosticadas com Amenorréia. Esta condição acontece quando o excesso de atividade física causa a diminuição do estrogênio.

Esse hormônio sexual precisa ser produzido para que aconteça as alterações hormonais no organismo e, assim, o ciclo e a menstruação aconteçam.
Educar, traduzir e democratizar informações sobre a sua saúde reprodutiva é a nossa missão! Se você deseja saber mais sobre nós, clique aqui! 

Sono e estresse

Outras situações importantes que devem ser pensadas e, que podem alterar o ciclo menstrual, são a escassez de sono e o estresse frequente.

Uma boa noite de sono é muito importante para a saúde e bem-estar, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o ideal é dormir de 6 a 8 horas por dia. 

Quando o tempo de sono sofre alterações bruscas, como mudanças repentinas de fuso horário ou insônia, é possível que o ciclo de pessoas com ovários sofra alterações.
Isso porque a falta de uma boa noite de sono pode causar um desequilíbrio hormonal, principalmente se ela estiver relacionada com ansiedade ou estresse.

O estresse também pode deixar a menstruação irregular, isso acontece porque quando o nosso corpo sofre um momento estressante os níveis de adrenalina e cortisol aumentam, o que pode desregular a produção de estrogênio e demais hormônios.

Sem a produção deles, o organismo não consegue desenvolver um revestimento uterino, o que influencia diretamente na menstruação.

Por fim, o fumo e o consumo recorrente de álcool também podem alterar o ciclo menstrual.

Tabagismo e consumo de álcool

Estudos comprovam que o tabagismo aumenta as chances de pessoas com ovários experienciar uma menstruação mais dolorosa. Em outras palavras, sentir sintomas de cólica mais severos.

O consumo de álcool também apresenta pontos negativos para os ciclos menstruais. Pois, consumir bebidas alcoólicas com frequência pode contribuir para a irregularidade no ciclo menstrual.

Isso tem uma explicação: o álcool altera os níveis de estrogênio e testosterona, hormônios importantes para a ovulação. Assim, o organismo de pessoas com ovários pode apresentar oscilações dos ciclos, caso aconteça o consumo frequente de bebidas alcoólicas.

Quando procurar ajuda profissional?

Qualquer alteração destoante em seu ciclo, ou seja, que fuja muito do que já é o esperado, você deve procurar uma ajuda profissional.

Porque muitas vezes a menstruação fica irregular por conta de fatores externos, como a alimentação, o excesso de exercício, sono desregulado, estresse, tabagismo e álcool. Mas não podemos descartar outras possibilidades.

Problemas de saúde também podem alterar o ciclo menstrual. Por isso, se acontecer alterações discrepantes, recomendamos que consulte a sua ginecologista.
Cólicas fortes, fluxo menstrual muito intenso ou fraco, atrasos recorrentes ou adiamentos inesperados são pontos de alerta. Para saber essas mudanças com clareza é importante que aconteça o acompanhamento mês a mês do ciclo.

Ao conhecer a sua menstruação e ter esse autoconhecimento, é mais fácil identificar quando acontecem as mudanças bruscas e informá-las ao seu médico.

Conhecer cada vez mais como o nosso corpo funciona é uma jornada para termos conhecimento sobre a nossa saúde reprodutiva. Qualquer dúvida fale com a gente, será uma honra continuar essa conversa. 

 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.